segunda-feira, 28 de junho de 2010

Vai me entender

Ultimamente não tenho postado muito no blog. A preguiça anda me dominando. Hoje, encontrei um incentivo pra voltar a escrever: li o blog da ex do meu namorado. E o assunto do primeiro post era ele. Logicamente, senti aquele ciume maroto mas ao continuar a ler me admirei com as coisas que ela falava. Foi me dando curiosidade de ler os outros posts dela e gostei bastante.
Esse post que ela escreveu sobre ele me fez pensar , de alguma forma, nos meus objetivos a algum tempo atrás . Isso me recordou uma conversa de fim de ano , 2008 para 2009, com meu querido Cris. Nessa conversa a gente falou sobre os projetos que cada um tinha para o próximo ano. O plano que eu fiz foi exatamente o que esta acontecendo agora em 2010. Na faculdade , namorando , saindo constantemente , feliz e contente . Fiquei num momento saudosista. Saudade de quando eu ainda sonhava em conquistar algo , quando eu mentalizava a coisa da forma que eu quisesse.
Estar namorando agora exige de mim uma maturidade que as vezes eu não sei se estou pronta. Não que eu não goste do meu namorado , muito pelo contrário , gosto MUIIITO dele. E o engraçado é que ele sempre aparentou ser esse cara idiota mas eu sempre vi algo de brilhante nele. Acho que desde primeira vez que conversamos eu vi as cores verdadeiras dele, cores que as vezes ele mesmo nem sabe que tem. Mas como reproduzir o que eu sinto pra ele? Como demonstrar esse sentimento que eu realmente não sei identificar ?
No mundo dos meus sonhos eu controlo as coisas. Acho engraçado pensar que as vezes eu prefiro sonhar do que tornar o sonho em realidade. Gostava de sonhar com brigas e as pazes feitas , hoje se houver uma briga já pensaria em terminar. Pensaria que não damos certo e etc. E eu sei que brigas são normais.Comentei até isso com ele e ele fez algo muito fofo *-*, mandou aperta lo e me perguntou se aquilo parecia um sonho. A falta de experiência , a falta de maturidade é o que mexe muito comigo. Quero embarcar nessa relação de cabeça , mas meus próprios medos e inseguranças não deixam. Não quero sair dessa relação com mais cinismos do que quando comecei . Quero , de fato , que seja uma relação boa , que sejamos recordações benéficas um pro outro. Não penso em casar, ficar junto pela vida inteira , mas quero pela primeira vez amar.

3 comentários:

  1. Você tem o talento de ver as cores das pessoas. Simples assim, sempre teve. Gostei bastante do texto, está muito bem escrito e retrata bem as nossas últimas conversas. Acho que falta alguma paz em si, antes de liberar o seu melhor. E um pouco menos de expectativa, que sempre deixa tudo mais divertido.

    (L)

    ResponderExcluir
  2. Tenso em Cristo .. hahahaha²²

    ResponderExcluir